Google revela grande atualização em seu algoritmo de buscas

15 anos após o lançamento da empresa, o Google reformulou o seu algoritmo de busca, base do buscador mais usado na internet, para melhor lidar com as consultas mais longas e complexas que tem recebido de usuários da web.

Google-novo

Publicado em 27 de setembro de 2013 / News, SEO – Marketing de busca

15 anos após o lançamento da empresa, o Google reformulou o seu algoritmo de busca, base do buscador mais usado na internet, para melhor lidar com as consultas mais longas e complexas que tem recebido de usuários da web.

Amit Singhal, vice-presidente sênior de buscas, disse a jornalistas na última quinta (26), que a empresa lançou o seu mais recente algoritmo “Hummingbird” há cerca de um mês e que atualmente ele lida com 90% das buscas no Google no mundo.

O “Hummingbird” é o esforço da empresa para combinar o significado das consultas com o de documentos na internet, disse Singhal da garagem de Menlo Park, onde os fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, conceberam o agora onipresente mecanismo de busca.

“Lembra-se de como era a pesquisa em 1998? Você sentava e ligava um grande computador, discava com seu modem barulhento, digitava algumas palavras-chave e recebia 10 links azuis para sites que tinham essas palavras”, escreveu Singhal em um blog. “O mundo mudou muito desde então: bilhões de pessoas estão on-line, a rede tem crescido exponencialmente, e agora você pode fazer qualquer pergunta no pequeno e poderoso dispositivo em seu bolso.”

Como funciona o hummingbird

No âmbito da implantação gradual do novo algoritmo e sistema de indexação da informação, o Hummingbird, equipou o motor com novas funcionalidades, com filtros e formas de fazer comparações temáticas.

O sistema de “ranking” em implantação nos últimos meses, destina-se a tornar os resultados de busca dos úteis e relevantes: especialmente quando envolvem como ponte de partida questões longas e complexas.

Contudo nas demonstrações feitas, a Google usou consultas simples e não muito complexas.

A empresa adicionou filtros e automatismos de comparação para as buscas. Ambas as ferramentas foram projectadas para melhorar a inteligência do Knowledge Graph.

a tecnologia ainda em desenvolvimento, tem o objetivo de fazer com que o motor de busca melhore as pesquisas feitas em linguagem natural. Com as funcionalidades de comparação, os utilizadores podem introduzir comandos como “comparar a manteiga com o azeite”, ou “comparar Earth com Neptune”: e o motor exibe os resultados numa matriz que esclarece as diferenças entre os dois planetas.

No entanto, a funcionalidade de comparação ainda não funciona para todas as pesquisas. A ferramenta de filtros foi concebida para lidar com questões que têm várias respostas e permitir que os utilizadores aprofundem o seu conhecimento a partir dos resultados apresentados em grelha.

Com o botão dos filtros poderão explorar aprofundar o conhecimento sobre temas e subtemas relacionados com o tópico de partida.
Para as próximas duas semanas, a Google promete uma renovada versão do Google Search destinadas às plataformas o iPhone e iPad.

Fonte: O Globo tecnologia



0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Postagens relacionadas