Empresas usam Twitter para divulgar vagas

Diversas empresas já aderiram ao microblog Twitter para divulgar vagas de trabalho. Por enquanto, o instrumento é mais usado por companhias dos ramos de tecnologia e informática, segundo especialistas, mas a expectativa é de, em pouco tempo, a ferramenta ser utilizada por todos os setores. O Twitter funciona como um blog, no qual o usuário […]


Publicado em 24 de junho de 2009 / Mídias Sociais

Diversas empresas já aderiram ao microblog Twitter para divulgar vagas de trabalho. Por enquanto, o instrumento é mais usado por companhias dos ramos de tecnologia e informática, segundo especialistas, mas a expectativa é de, em pouco tempo, a ferramenta ser utilizada por todos os setores.

O Twitter funciona como um blog, no qual o usuário envia mensagens para uma lista de seguidores, os ‘followers’. O internauta também recebe em seu perfil as atualizações das pessoas que segue. Diferentemente dos blogs tradicionais, o texto é limitado a 140 caracteres.

Na agência de publicidade digital Digitas, de São Paulo, as vagas são divulgadas pelo Twitter há mais de um ano (www.twitter.com/rhTribal). A responsável pelo setor de RH, Ana Célia Magalhães, disse que recebe de 100 a 300 currículos toda semana. ‘Na grande maioria das pessoas contratadas, o currículo chegou após a divulgação da vaga no microblog.’

A agência divulga todos os tipos de vaga no Twitter, de oportunidades para estagiários a diretores de conteúdo.

Na empresa do mesmo ramo iThink, o Twitter (www.twitter.com/rhithink) também é usado para os processos seletivos. A gerente de gestão de pessoas, Karla Baratto, considera o microblog como uma ‘propaganda boca a boca’. ‘É uma ferramenta de divulgação boa, principalmente nessa área de TI. A gente entende que as pessoas mais antenadas, mais modernas de alguma forma, estão lá’, analisa.

A estagiária de publicidade Caroline Pereira é um exemplo do sucesso do Twitter como ferramenta de seleção. Ela conseguiu o estágio atual por meio do microblog. Na época, ela ainda não tinha um perfil, mas foi alertada por uma amiga que tinha. ‘Minha amiga comentou e eu me candidatei, mandei o currículo e eles me chamaram para entrevista.’

‘Acho legal porque o Twitter é como um mural. Em sites de emprego sempre me cadastrei e vinham oportunidades que não tinha nada a ver comigo. No Twitter, você escolhe a vaga que é seu perfil’, diz a estagiária.

Cuidados
É preciso ter cuidado, porém, com o que se tem no Twitter, conforme indica Karla Baratto, da iThink. ‘Eu analiso os posts, utilizando dois critérios: a quantidade e a qualidade de novidade e inovação que o usuário divide com os seus seguidores. Além disso, mensuro o nível de exposição de valores pessoais. Se as crenças do twitteiro divergirem em relação aos valores da empresa, há grandes chances de eu não chamá-lo para a entrevista.’

Expansão para outras áreas
Para a empresa de tecnologia da informação Conquest One (www.twitter.com/conquestone), o Twitter ainda é ferramenta recente, mesmo assim, já foram efetivadas contratações.

O diretor da Conquest One Antonio Loureiro considera que a utilização do Twitter é maior pelas empresas da área de informática por conta do perfil dos funcionários. Ele diz, no entanto, que a expectativa é de que empresas de outros ramos façam adesão.

‘Eu não tenho dúvida de que empresas de vários ramos vão entrar. É como a TV, que no começo era uma ferramenta de comunicação disponível para poucos e foi se tornando pública’, avalia.

A gerente da iThink, Karla Baratto, concorda: ‘Acho que o fenômeno começou nas empresas da área digital porque é a linguagem que a gente fala, mas acho que vai se expandir. É questão de tempo’.

Fonte: G1

Mais informações sobre Marketing nas Mídias Sociais.
Solicite um orçamento!



0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Postagens relacionadas