O que você faria se sua marca fosse colocada em risco nas redes sociais?

De tanto se divertirem com as figuras estranhas que costumavam ver no Walmart, um grupo de jovens norte-americanos criou um blog chamado People of Walmart, para colecionar fotos dessas pessoas. Além das postagens próprias, eles recebem dezenas de colaborações, que trazem desde pessoas simplesmente mal vestidas, carros e coisas estranhas, até indivíduos com fantasias e […]


Publicado em 2 de outubro de 2009 / Mídias Sociais

De tanto se divertirem com as figuras estranhas que costumavam ver no Walmart, um grupo de jovens norte-americanos criou um blog chamado People of Walmart, para colecionar fotos dessas pessoas. Além das postagens próprias, eles recebem dezenas de colaborações, que trazem desde pessoas simplesmente mal vestidas, carros e coisas estranhas, até indivíduos com fantasias e trajes bizarros. Tudo dentro das lojas da maior rede de supermercados dos Estados Unidos. Não preciso dizer que o site se espalhou com uma rapidez enorme pela internet e hoje é um dos mais acessados no país.

O interessante da situação é que envolve uma marca – forte e global.

Provavelmente, quando souberam da notícia os executivos de marketing da rede se depararam 3 caminhos principais:

1 – Fazer de tudo para tirar o site do ar, alegando danos à marca.
2 – Deixar quieto e fingir que nada aconteceu.
3 – Apoiar o projeto.

Cada uma das opções tem pontos positivos e negativos, como em qualquer decisão que deva ser tomada. Se tentassem tirá-lo do ar, o site poderia ganhar mais força, a marca conquistaria alguma antipatia por parte de determinados grupos e poderia virar motivo de piada nas redes sociais. Se resolvessem entrar na brincadeira e apoiar o site, poderiam ser acusados de ridicularizar seus próprios consumidores. Não foi à toa que a alternativa escolhida foi a segunda. Até agora, parecem fingir que nada aconteceu, o que parece uma boa escolha até o momento.

E você, o que acha da decisão? O que faria se fosse com a sua empresa? Se trabalha em agência ou com consultoria, o que recomendaria a um cliente se acontecesse algo semelhante com ele? Deixe seu comentário.

Fonte: CHMKT

Mais informações sobre Marketing nas Mídias Sociais.
Solicite um orçamento!



0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Postagens relacionadas