Planejando a sua campanha para redes sociais

Para planejar e executar uma campanha, considere seis passos: conhecer o cliente, mapear os canais, planejar, criar uma ação, obter números e chegar ao fim da ação (ou não). Se vamos falar sobre redes sociais, é melhor ir direto ao que interessa, o relacionamento. O relacionamento envolve duas partes, mas não preciso saber tudo sobre […]


Publicado em 20 de abril de 2010 / Mídias Sociais

Para planejar e executar uma campanha, considere seis passos: conhecer o cliente, mapear os canais, planejar, criar uma ação, obter números e chegar ao fim da ação (ou não).

Se vamos falar sobre redes sociais, é melhor ir direto ao que interessa, o relacionamento.

O relacionamento envolve duas partes, mas não preciso saber tudo sobre a outra parte. Por enquanto é preciso saber apenas se há afinidade e interesse comum para prosseguir.

Assim, ao planejar sua campanha, escolha o que você deseja alcançar. Qual o seu objetivo? E o que interessa?

Com isso claro, vamos jogar um pouco de sal e tequila para trabalhar. Serão seis etapas simples:

  • Conhecer o cliente
  • Mapear os canais
  • Planejar
  • Criar alguma ação
  • Números e
  • Fim da campanha

1. Conheça seu cliente

É o início de tudo. Pense rápido:

  • Quem são os clientes do seu cliente?
  • Qual é o seu verdadeiro negócio?
  • O que eles precisam e gostam de fazer?

Enfim, o que você sabe sobre o cliente e seus compradores para iniciar nossa conversa? Vou facilitar: eu gosto de descrever o cliente respondendo quatro perguntas básicas:

  • 1. Qual o seu negócio (como ganha dinheiro)?
  • 2. Qual o seu mercado (quem são, o que realmente gostam, o que acessam ou conversam)?
  • 3. Qual é o seu objetivo principal (vender mais, relacionamento)?
  • 4. Qual o resultado esperado (números, rede de contatos, visitantes, pessoas)?

Para entender um pouco mais sobre o público, veja esta apresentação em slides: Brazilian internet users behaviour patterns in social media.

2. Mapeie as redes e saiba usá-las

Conhecer o cliente, o público e os objetivos deixa tudo mais fácil. Com estas informações, você pode passar para a segunda etapa, onde precisamos criar nosso mapa.

Pensamento prático: observe as redes sociais relevantes ao seu mercado. Escolha as mais importantes e acrescente algumas mais específicas. Liste e crie um mapa de redes relevantes e como atuar em cada uma delas. Veja um exemplo.

1. Orkut. Maior rede social do Brasil. Se é a maior, então já é uma escolha.
2. Twitter. É a distribuição rápida da informação. Usamos, você também.
3. Facebook. A maior do mundo aqui ainda é uma criança. Pegue pela mão.
4. YouTube. A TV de hoje é um grande parceiro para ações multimídia.
5. Flicker. Fotos, tags, linkbuild e galerias. Precisa dizer mais?
6. Delicious. Links e mais links. Muito bom para SEO, page rank e linkability.
7. Yahoo.Answers. Conteúdo, credibilidade, linkbuild e relevância. Diga sim.
8. Blogs. Ótimo para encontrar bons parceiros, conteúdo relevante e visitantes.

Simples assim. Escolhi oito e você pode escolher as que achar mais relevantes. Apenas cuide para não se perder no volume. Acima de cinco redes você pode precisar de um bom time de apoio.

Escolha as redes e crie a relação de importância para o cliente.

3. Planeje como tudo isso vai funcionar

Agora o assunto é planejamento x planejadores. É para ser divertido. Temos objetivos, mapa das redes e um jogo para jogar.

Lembre de fazer bom uso de um histórico de casos, estratégias e fracassos para orientar suas decisões.

A dica é simples: se você não tiver informações, procure. Se você não sabe, pesquise.

A solução basicamente é olhar para o cliente, os objetivos e os resultados esperados e jogar o jogo de cada uma delas. Entenda como funcionam, conheça as características e regras informais e como se conversa com o público.

Para ajudar um poco, leia Planning and Measuring Social Media Strategies.

4. Crie a ação e divirta-se

A execução é uma das melhores partes – é a parte dos gerentes de projeto, criativos e desenvolvedores. Você planeja e nós criamos a solução.

Seja flexível, meu amigo – se você trabalha em uma agência orientada ao processo, provavelmente o planejamento já deve ter dito o que você precisa fazer. Se você estiver em um lugar onde o foco seja orientado à criatidade, deve ter recebido o mapa das redes e a lista de problemas. Afinal, para um desafio nós somos a solução.

Em ambos os casos, vamos ter um bom trabalho criando conexões, estratégias e ações para transformar uma big-muther-fucker-ideia em algo realmente inteligente e útil para cliente e mercado. Útil significa algo para o seu cliente brincar, amar, compartilhar e se divertir.

Um exemplo brasileiro muito interessante é a campanha #seeufossechefe.

Fora do Brasil, indicadíssima é a ação do #utweet integrando produto, user experience e o Twitter.

5. Onde estão os meus números?

Se você trabalhou, fez um bom planejamento, colocou em prática, revisou e ainda ajustou as ações para melhorar, então me mostre o que eu quero saber… quais os números?

Números, seguidores, colaborações, posts… mostre tudo que você definir com relevante para o cliente.

Importante: lembre-se do objetivo principal do cliente e do resultado esperado. Se você não mostrar isso, outro número não vai ser nada emocionante. Simples assim, just business, ok?

Claro que ao executar um planejamento, temos coisas boas e outras nem tanto. Sendo prático, o negócio é continuar no sucesso e corrigir rapidamente as falhas.

Se você fez tudo certo, a parte mais divertida do nosso trabalho é que os números em redes sociais, mesmo com atraso, crescem dia-a-dia. Então, menos choro – se você ainda não alcançou seu objetivo, ajuste o que for preciso e corra atrás dos números.

Essa imagem representa bem como uma ação de social media funciona.

A imagem faz parte da apresentação da Gringo.nu no Slideshare.

6. E no final… que final?

Relacionamentos nas redes sociais são como o relacionamento com seus amigos, eles não terminam.

O segredo está em entender os ciclos do relacionamento. Às vezes mais frequentes, outras mais distantes, mas no geral sempre presentes.

Quando isso acontece, a rede cresce e você passa a ter uma rede de relacionamento, então tudo muda. Você vai sair do grupo de criar estratégias e ser um defensor de marca.

Sim, meu amigo, um último segredo: escolha bem para quem você trabalha, pois se tudo der certo, você vai acabar sendo um defensor da marca, um evangelizador, você será parte do grupo, alguém que vai adorar toda essa bagunça e ser uma parte importante de todo o relacionamento.

…………………………

Bem, chega por hoje. Obrigado por toda a atenção e lembre-se: dê um passo, corrija tudo que for necessário e mais outro passo. Rede social é falar de pessoas, relacionamento e paixões. Não é estável, mas sim o resultado de um grande trabalho construído dia-a-dia, com dedicação e diversão.

Agora é a sua vez. Deixe um comentário. São seis passos – lembre-se deles e divirta-se.

Fonte: Iuri Brito – Webinsider

Mais informações sobre Marketing nas Mídias Sociais.
Solicite um orçamento!



Tags: , , , , , , ,

1 Comentário

  1. Arianne Lima disse:

    Olá!

    Ao realizar uma busca ”como planejar uma campanha para seu cliente”, encontrei esse post maravilhoso que veio como uma luva. Visitei as categorias do blog, e posso dizer que vocês estão com um ótimo conteúdo. Vou indicar e divulgar sem nem pensar duas vezes. #adorei!

Deixe o seu comentário!

Postagens relacionadas